Editorial - 4 de maio de 2007
Banner
Photo Photo Photo
Home  //  SINBIESP  //  Presidência  //  Editoriais  //  Editorial - 4 de maio de 2007
Editorial - 4 de maio de 2007
Sex, 04 de Maio de 2007 00:00

Vera L. Stefanov
Presidente do SinBiesp

Como anunciamos no último SinBiesp Notícias, estamos lançando o novo site do sindicato, dirigido a todos os colegas e ao público interessado. Com um novo formato, será mais prático e informativo. Nele, um memorial dos boletins publicados pelo sindicato desde sua fundação: uma forma de resgatar sua história e deixá-lo para consulta, principalmente dos colegas que estão chegando mais recentemente ao mercado. É preciso que todos saibam o quanto lutamos para que a sociedade entenda e absorva nossa profissão. São mais de vinte anos de existência do sindicato, um sindicato da categoria dos profissionais liberais. Um sindicato que propôs e implantou normas e condições para o mercado de trabalho do bibliotecário, que sempre ficou a deriva, sujeitando-se a propostas indecorosas por não ter outra saída. Que marcou presença, nos últimos anos, nos movimentos em favor de políticas culturais deste país, no período em se deram as leis de incentivo, a democratização da cultura e por aí afora. Este país tem mudado e temos a certeza de que colaboramos neste processo. O mercado vem se abrindo e mais postos de trabalho estão sendo criados para os bibliotecários, o que é maravilhoso. Mas, é claro, ainda estamos longe de um desenvolvimento natural, da integração espontânea entre a escola e a principal entidade competente em questões de trabalho, o sindicato da categoria; no caso, o SinBiesp. Quando nos formamos e vamos para o mercado de trabalho, é como se disséssemos que a sorte esta lançada. Alguns têm a sorte de entrar em empresas e crescer com elas; outros entram em empresas já bem estruturada; outros vão para o serviço público, que oferta salários tão dispares entre as centenas de órgão públicos de todas as instâncias: municipais, estaduais e federal, assim impossibilitando avaliar qual dessas alternativas nos tornaria mais realizados. Há tantas mudanças no mercado de trabalho que nada mais é confiável. Nada. Vejam: anos atrás, prestar concurso para a Secretaria da Educação e trabalhar como bibliotecário em escolas públicas, era uma ótima opção. Pois bem: o que aconteceu? O Estado extinguiu o cargo dessa secretaria. Vejam só: a Secretaria da Educação, onde melhor o bibliotecário poderia estar alojado. Os profissionais restantes, os que ficaram, tiveram suas aposentadoria achatadas. E quantas empresas acabaram, e acabam, em crises financeiras como esta a que assistimos recentemente no mercado internacional, e que respingou no Brasil, sim, embora o povo não se tenha dado conta, me parece. Enfim, não se pode esperar que num mundo capitalista o emprego seja uma garantia; deveria ser, mas não é, como a história tem mostrado. Com todas estas mudanças, o que resiste? A união e a força de todos os que estão vivos e optaram por se unir para que, juntos, possamos nos dar suporte, o apoio naqueles momentos em que somos atingidos pela desempregabilidade ou qualquer outra questão que nos tira do nosso centro e nos desequilibrando totalmente. Quem entende melhor de nossa profissão do nos do que nós mesmo? Inúmeros colegas bibliotecários tem deixado de contribuir para o SinBiesp, preferindo fazê-lo para outras agremiações, nem sempre aparelhadas para resolver problemas específicos da categoria.

Um sindicato de profissionais liberais tem que oferecer à classe associada, sem impedimento legal, tudo o que venha a dar assistência a seus associados, desde cursos, congressos, benefícios os mais diversos, como seguro saúde e outros, assistência jurídica familiar (casos de divórcio/previdência), colônia de férias, viagens; enfim, tem que ser uma entidade para dar conforto e segurança à categoria. Este é o caminho para o desenvolvimento. É desta forma que ampliaremos o mercado de trabalho, dizendo para a sociedade quem somos. Temos o dever de ser organizados em uma coletividade, pois individualmente nada adianta. Mais do que nunca, é o momento de agregar e envolver-se com os demais colegas, para, juntos, manter-se o comprometimento firme e sem esmorecer com sua entidade. O momento de entender seu papel, de valorizar-se junto ao empregador, informando-o da existência do SinBiesp. Isto lhe dará prestígio: um profissional que preserva sua entidade sindical sem dúvida está se valorizando, e muito. Aquele que a rejeita, dia mais dia menos precisará dela; e pode passar uma imagem negativa da própria profissão a seus empregadores.

Finalizando: conto com você para comentar sobre o novo site, fazendo críticas, sugestões, dizendo tudo o que achar que deva ser melhorado. Que este site seja a nossa vitrine para o mundo.

 

PARA ASSOCIAR- SE

PARA ASSOCIAR- SE

Valor da anuidade 284,00.

Clique aqui p prencher cadastro e as condicoes p pagto.

JUSTIÇA DECRETA

JUSTIÇA DECRETA: QUEM NÃO CONTRIBUIR

COM O SINDICATO, NÃO TERÁ DIREITO

AOS BENEFICIOS DO ACORDO

Clique aqui para ler a integra

CONSULTE FGTS

consulta-saldo-fgts

Av. Nove de Julho, 40 - 6º andar - Conj 6F e 7º andar Conj 7G- CEP: 01312-000 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3242-0911 - Fax: 11 3237-1080