Histórico da SINBIESP
Banner
Photo Photo Photo
Home  //  SINBIESP  //  Histórico
Histórico

O Sindicato dos Bibliotecários no Estado de São Paulo nasceu em 1985, quando o movimento sindical no Brasil começava a tomar força. Um grupo de bibliotecários que na época dirigia a Associação Profissional dos Bibliotecários do Estado de São Paulo encaminhou ao Ministério do Trabalho proposta para transformação da Associação, que fora criada em 1977, em Sindicato. A assinatura da Carta Sindical se deu em 22 de agosto de 1985. Em setembro de 1985 era publicado o primeiro boletim do Sindicato dos Bibliotecários no Estado de São Paulo, chamando para as eleições da primeira diretoria da nova entidade. O quadro de associados totalizava 487 bibliotecários da capital e interior.

A eleição ocorreu em novembro de 85, com chapa única liderada pelo bibliotecário José Domingos de Brito. A fixação do piso salarial e de uma tabela de honorários, a defesa das prerrogativas profissionais e a sindicalização do funcionalismo público eram algumas das bandeiras da primeira diretoria do Sindicato. Durante dez anos, o Sindicato funcionou nas instalações da Associação Paulista de Bibliotecários (APB).

Em 1993, nas antigas instalações, ainda, foram dados os primeiros passos para a instauração da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria. Foi um trabalho que exigiu grande empenho da então diretoria, presidida pela bibliotecária Vera Stefanov. Primeiro, os sindicatos dos empregadores subestimaram a organização da categoria; depois, fizeram todo tipo de manobra para impedir o avanço do processo. A primeira sentença do Tribunal Regional do Trabalho, finalmente estabelecendo o Piso Salarial da categoria, ocorreu em 1994, envolvendo alguns sindicatos de empregadores filiados à Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). Muitas vezes, ainda, o Sindicato dos Bibliotecários do Estado de São Paulo teve que instaurar dissídios coletivos por não ter chegado a acordo com diversos outros sindicatos de empregadores, que se negavam a reconhecer a categoria e sua organização sindical.

O avanço obtido em 1994, com a determinação da primeira Convenção Coletiva de Trabalho dos bibliotecários, fortaleceu, contudo, a garra da diretoria. O Sindicato ganhou mais independência e sua sede exclusiva. A inauguração das novas instalações, em 20 de maio de 1995, foi um marco na evolução e independência do SinBiesp, sigla que então passou a adotar. Os estudos para a organização de um novo estatuto iniciaram-se nessa época e em Assembléia da categoria ocorrida em 1997 o novo estatuto do Sindicato foi aprovado.

O desenvolvimento da estrutura de atendimento aos associados na nova sede representou, a partir de 1998, a intensificação dos trabalhos nas áreas de assessoria jurídica, bolsa de empregos e ampliação de convênios. Além de evitar incorreções na homologação de rescisões de contratos de trabalho, favorecendo inúmeros bibliotecários, o SinBiesp através de sua assessoria jurídica vem ganhando vários processos em favor dos bibliotecários na Justiça do Trabalho. Vem também atuando efetivamente junto a órgãos públicos, sendo que a última conquista se deu em abril de 2002 com a prorrogação do prazo de validade do concluso realizado pela Prefeitura para preenchimento dos cargos vagos nas bibliotecas municipais.

Na área de divulgação, o SinBiesp promoveu melhorias constantes no informativo do SinBiesp, o in:Forma. Em 2001, disponibilizou o site do Sindicato, que passou por um aperfeiçoamento com atualização semanal a partir de 2003. Nos últimos anos, ainda, disseminou informações para a grande imprensa, que resultaram na divulgação em jornais, rádios e TV de informações positivas para a valorização da categoria.

Outro trabalho importante, que vem sendo realizado nos últimos anos é a maior aproximação com as escolas superiores de Biblioteconomia. O SinBiesp participou de inúmeros eventos nessas escolas, em todo o Estado, buscando informar os futuros profissionais sobre a realidade do mercado de trabalho e sensibilizá-los para a importância da sindicalização.

O total de bibliotecários inscritos no SinBiesp já chega a 2.500 profissionais. Contudo, muitos encontram-se inadimplentes nas anuidades. Estima-se que a categoria seja composta por 6.000 profissionais no Estado de São Paulo. Porém, atualmente ainda, o baixo nível de conscientização sobre a importância do movimento sindical – num país em que o mais alto mandatário, o presidente da República, tem sua origem política na atividade sindical – é um obstáculo para um avanço maior das ações do SinBiesp.

As oscilações da economia e o desemprego também contribuíram negativamente para a inadimplência dos associados, em diversas épocas. Hoje, a maior parte das despesas para o funcionamento do sindicato e a prestação dos serviços aos associados ainda é decorrente das contribuições sindical e assistencial, que são obrigatórias. Nem sempre, contudo, essas contribuições dos bibliotecários são destinadas ao Sindicato da categoria (veja Contribuições). Se por um lado o profissional espera uma atuação intensa do seu Sindicato, a ele cabe pequenas ações que podem contribuir em muito para os resultados esperados.

O SinBiesp tem ainda muito trabalho a fazer, mas esse histórico mostra que os alicerces para a organização da categoria são firmes, as paredes já se encontram levantadas. Com união e mais bibliotecários associados ao Sindicato, certamente, logo se concluirá o teto que abriga a categoria e mais uma importante fase na trajetória do SinBiesp em busca da valorização do papel do bibliotecário para o desenvolvimento econômico e social do Brasil.

 

PARA ASSOCIAR- SE

PARA ASSOCIAR- SE

Valor da anuidade 284,00.

Clique aqui p prencher cadastro e as condicoes p pagto.

JUSTIÇA DECRETA

JUSTIÇA DECRETA: QUEM NÃO CONTRIBUIR

COM O SINDICATO, NÃO TERÁ DIREITO

AOS BENEFICIOS DO ACORDO

Clique aqui para ler a integra

CONSULTE FGTS

consulta-saldo-fgts

Av. Nove de Julho, 40 - 6º andar - Conj 6F e 7º andar Conj 7G- CEP: 01312-000 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3242-0911 - Fax: 11 3237-1080